Buscar
  • Janaína Oliveira

6 dicas para a sua transição de carreira para Agilidade acontecer em 2021

Atualizado: Fev 3


Venho acompanhando de perto o processo de transição de carreira através de mentorias que estou prestando, e por isto, resolvi compartilhar algumas dicas que considero válidas para quem deseja atuar com Agilidade.


Sou Agile coach e dou mentoria de carreira para mulheres que desejam atuar com Agilidade.


O que é ser Agile coach? É ser um agente de melhoria no ambiente onde você se propõe atuar. É o indivíduo que busca apoiar o time na busca por melhores resultados, recomendando novas práticas, trazendo novas perspectivas, se baseando em fatos e dados para tomada de decisão e trabalhando estes aspectos na forma de pensar do time e da gestão.


Importante: Nada aqui é bala de prata, visto que cada um tem a sua jornada, então avalie o que faz sentido para você.


1ª Dica: Autoconhecimento - Tenha clareza das suas habilidades, fraquezas e propósito




Ao longo da minha carreira uma das coisas que foi ficando cada vez mais clara, é do quanto o autoconhecimento é importante na vida de qualquer pessoa.

E você pode estar se perguntando, mas por qual motivo? E eu respondo que para decidir onde você quer estar, o que você aceita na vida como um todo (profissional e pessoal), o que você repudia, quais são os seus talentos, o que você valoriza, quais habilidade você precisa desenvolver ou o mais importante na minha opinião saber o que você faz o seu coração sorrir, o que te faz acordar animada em uma segunda-feira pela manhã? Você precisa se conhecer pelo menos um pouco para responder questões como essas.


Se conhecer te ajuda a ter clareza dos lugares onde quer estar, quais desafios conectam com o seu propósito de vida e quais habilidades você precisa desenvolver para mitigar os riscos que podem atrapalhar o atingimento das suas metas.


Sempre fui uma pessoa muito questionadora, e isto nem sempre foi bem visto em algumas posições e empresas em que atuei, porém hoje esta é uma habilidade que uso muito no meu trabalho: entender contextos, pessoas e organizações. Atuando como Agile coach na empresa onde escolhi atuar, vejo que esta minha necessidade é atendida, pois é algo que faz parte de quem eu sou, ou seja, não tenho trabalho extra para fazer isto, vem de forma natural e como isto é bom, te deixa leve para ser quem é.


2ª Dica: Entenda como funciona o mundo da Agilidade


A segunda dica que eu dou é a de entender como funciona o mercado de trabalho para quem atua com Agilidade. Para isto, seguem algumas dicas gratuitas:

  • Leia artigos sobre agilidade em blogs e no Linkedin

  • Assista vídeos disponíveis sobre o tema no Youtube

  • Ouça Podcasts (Recomendo muito o Podcast Agile Girls, Love the Problem e Segue o Flow)

  • Participe de comunidades da área (Mulheres de Produto, Mulheres Agilistas, Devops Girls, UX para Minas Pretas, Ladies That UX, Cloud Girls, Test Girls e outras muito incríveis)

  • Entre em grupos do slack (lá tem canais por temas e você pode começar interagindo com pessoas da área/assunto que deseja)

  • Marque presença em eventos online (Muitos podem ser encontrados no Meetup ou Sympla)

Na sequência, busque entender os papéis que hoje são comuns no mercado (Product Owner, Product Manager, Scrum Master, Agile Master, Agile Coach e Agilist). Citei os os mais conhecidos, pois é importante saber quais são as habilidades necessárias para o papel (tanto hard quanto soft skills).


Apesar de alguns papéis dentro da Agilidade serem muito similares (Agile Coach - Agile Expert - Agilista), cada empresa tem seu contexto e particularidades, algumas vezes o nome da vaga é diferente, já em outras são os pré-requisitos e assim vai.


Acho válido para concluir o seu entendimento sobre o mundo da agilidade, procurar no GlassDoor (aplicativo e site) as vagas disponíveis para os papéis que você se identifica. Lá em geral é possível ver a média salarial para o papel na região em que você atua, avaliação das empresas e tudo mais.


Depois de seguidos estes passos, complete considerando quais são as habilidades pedidas nos papéis que você analisou que você possui hoje e quais você precisa desenvolver e a faixa salarial de cada papel. Deixando de forma visual seria basicamente o seguinte:



A ideia desta tabela é facilitar a visualização dos papéis desejados e de qual será o esforço necessário para atender a vaga.

Claro que a questão financeira é importante, por isto, a média salarial pode te ajudar na decisão.


Uma dica: não escolha por isto apenas, visto que quando fazemos algo que nos identificamos, performamos muito melhor, o que pode ser um diferencial e em alguns casos você pode receber muito mais do que se estivesse em um papel no qual não se identifica.


3ª Dica: Busque conhecimento sobre a área



No tópico acima mencionei algumas fontes que considero extremamente importantes na busca de conhecimento, porém acho válido reforçar duas delas:

  • Comunidades da Área

  • Eventos online


Os itens acima vão te proporcionar com mais intensidade o networking com pessoas que podem estar no mesmo momento que você, o que pode ser super útil, pois você terá parceria nesta caminhada.


Agilidade é sobre pessoas. Dando atenção para estes dois itens, você pode alavancar em pouco tempo a sua carreira, mas claro, não se esqueça de fazer sua parte: leia sobre os temas relacionados ao mundo Ágil, participe de eventos relacionados aos temas de seu interesse e faça networking.


Se tiver a oportunidade de fazer algum treinamento pago, faça! Só saiba priorizar, veja o que o mercado pede e procure se capacitar com base nisto, eu sei que isto só te garantirá o conhecimento sobre tópicos super conhecidos da Agilidade neste primeiro momento, e tudo bem, lembre-se que você está começando, quando já estiver atuando no papel desejado, então você foca em temas menos conhecidos na comunidade.


É como o exemplo de um recém-nascido: não pode começar já comendo arroz com feijão, foque em ter domínio do conhecimento base que o mercado pede neste primeiro momento.



4ª Dica: Encontre apoiadores na sua jornada


Na sua caminhada com certeza você vai encontrar muita gente que vai te jogar para baixo, vai dizer que é loucura, que não é possível fazer a transição de carreira.


Porém, como já dizia Walt Disney:

Se somos capazes de sonhar, somos capazes de realizar.

Uma certeza na vida é de que as pessoas que não mudam de vida, odeiam quando percebem que os outros podem mudar, por isto, tenha apoiadores na sua jornada para os dias difíceis. Foque em encontrar pessoas nas quais você se inspira e que já passaram pelo processo que você está passando hoje.

Ter mentoria na carreira é algo fantástico e que pode te ajudar bastante, e em muitos casos, acelerar o processo, visto que a pessoa já conhece o caminho das pedras o que torna a sua jornada mais assertiva.


Porém, mesmo que não tenha um mentor definido, outra dica é se apoiar em comunidades da área, seguir alguém te inspira através de alguma rede social, tirar dúvidas seja por slack ou mandando mensagem no Linkedin. Afinal, o que você teria a perder? O "não" você já tem ao não enviar mensagem nenhuma.


Importante: Ouça o conselho de quem já fez algo. Os que não fizeram nada sempre costumam desmotivar quem quer mudar de vida. Não seja mais uma vítima.



5ª Dica: Crie um plano de ação


Se você chegou até aqui, já tem conhecimento do que é esperado de cada papel, de como funciona o mercado, quais são as dores e as delícias de cada papel ,ou seja, o que antes era nebuloso, agora está mais claro.

Pois bem, este é o momento propício para você criar um plano de ação para o seu objetivo!

Uma ferramenta muito útil é o Roadmap, muito usada no processos de coaching. Como ela funciona:

  • Defina qual é o seu alvo. Ex: Me tornar Scrum Master

  • Defina qual é o tempo que você entende que é viável/ que você deseja alcançar este objetivo. Ex: 1 ano

  • Pegue papel e caneta

  • Coloque no extremo de uma ponta da folha de papel, o seu alvo. Na sequência vá incluindo de forma retroativa quais foram as ações realizadas para chegar ali, a ideia é você ir voltando até chegar no dia em que traçou o plano.

Visualização da aplicação da ferramenta de Roadmap

6ª Dica: A carreira é sua, coloque seu plano em prática!

Com este plano criado, faça o acompanhamento com bastante frequência.

Se permita arriscar durante o processo, não espere necessariamente ter o papel que deseja sendo entregue de bandeja.

Na minha experiência de vida nada foi assim e imagino que para você não será diferente, então não se atrase para viver a vida que deseja:

  • Trace o seu plano

  • Valide se achar necessário com alguém que já atua na área, ou que fez o processo de transição, isto pode te gerar insights valiosos.

  • Se coloque pro jogo

  • Não fique na arquibancada esperando te chamarem. Comece com ações de melhorias locais (Caso identifique oportunidades de melhorias, compartilhe com a sua liderança, deixe explícito que você deseja ajudar a empresa/área onde trabalha)

  • Pivote se necessário - Se dentro da empresa onde trabalha você não encontra abertura para atuar com um agente de melhoria local, se sempre que sugere mudanças e ideias você recebe negativas, neste caso vale a reflexão, se este é o lugar certo para se estar e o quanto este lugar pode te ajudar no alcance dos seus objetivos de carreira.

  • Se você está vivendo uma vida profissional baseada em promessas, tenha cuidado, daqui a pouco passa o "1 ano" do seu planejamento e infelizmente nada terá mudado


Somos protagonistas da nossa vida, por isto, podemos fazer acontecer!


Para mais dicas de como começar a estudar sobre Agilidade, acesse o post "Quero aprender sobre Ágil, por onde começo?"


Gostou? Comenta aqui :D













BLOG

Categorias